3 destinos para quem é apaixonado por turismo de aventura no RN

Convidamos o apresentador do programa Rota InterTV, Klênyo Galvão, um super conhecedor do turismo de aventura do estado, para fazer uma lista de três destinos no RN para quem é apaixonado por aventura. Klênyo topou e produziu pra gente uma matéria com muitas dicas e o passo a passo para conhecer cada um dos locais com a melhor experiência. Confira!

3 destinos para quem é apaixonado por turismo de aventura no RN, por Klênyo Galvão

Na hora de colocar o pé no mundo em busca de aventura tudo começa pelo roteiro, né? Então, anota aí três destinos para quem quer se aventurar pelo interior do Rio Grande do Norte depois que o isolamento social acabar, claro. Dessa vez, falaremos sobre Sítio Novo, Jandaíra e Campo Redondo.

1 - Sítio Novo

Sitio Novo fica a cerca de 100 Km de Natal e a melhor forma de chegar, saindo da capital, é pela BR-226 seguindo em direção a Tangará. Conhecida por abrigar o Castelo de Zé dos Montes, a cidade guarda vários atrativos pra quem gosta de desbravar a natureza com uma boa pitada de aventura. Se você gosta de trilhas, rapel e escalada, estará no lugar certo.

A trilha que nos leva a um dos pontos de rapel é feita pelo @pequenofelinoadventure, conduzida pelo Seu Manoel e sua esposa Shayene. O caminho deve durar uma hora, com muita subida, e tem dificuldade moderada; nela passamos por cavernas e alguns mirantes. Por fim, chegamos na base do paredão de 30 m pra fazer o rapel. Só pra chegar ao topo dessa pedra é uma aventura à parte. Pode reservar umas quatro horas pra fazer o passeio tranquilo.

Outra atividade imperdível em Sítio Novo é a escalada na Pedra de São Pedro, que tem uma das guias mais altas do Nordeste pra prática da modalidade. Foi minha primeira vez escalando e contei com todo o apoio do @ary.turismo, com informações e equipamentos necessários para garantir nossa segurança. É preciso fazer uma pequena trilha pra chegar na base da pedra, mas é bem tranquilo. A adrenalina só dispara quando você tá lá em cima! Até o cume deve ter uns 300 m. Por risco de chuva, acabei fazendo “só” 50 m e a vista já é sensacional.

Pra fazer as aventuras com tranquilidade e com um tempo legal de descanso entre elas, sugiro ficar dois dias na cidade. Pra encurtar caminhos, você pode ficar na @pousada_sao_pedro_sn que já é ponto de partida pros principais atrativos por lá.

2 - Jandaíra

Conhecida como cidade do mel, Jandaíra carrega o nome da abelha que existe na região e fica a 123 Km de Natal. O caminho mais curto é pegar a BR-406, passando por Ceará-Mirim.

Numa manhã, visitei a Gruta dos Dois Juazeiros, Toca da Aroeira, Gruta do Argh e Caverna da Discórdia. Com um pouco mais de tempo, dá pra conhecer muito mais. Ao todo, são mais de 40 cavernas catalogadas no Lajedo de Jandaíra - e cada nome tem uma origem curiosa (vale a pena perguntar). Olha… se você tiver fobia de lugares fechados, é melhor repensar a viagem - ou ir lá pra encarar seus medos, como eu fiz.

A cidade não tem muitas pousadas, então, pra aventura ficar completa, minha sugestão é acampar perto do Lajedo de Jandaíra e fazer a exploração das cavernas na manhã seguinte. Foi o que fiz. Pra isso, contei com o apoio do pessoal da Associação @cavernature_, um grupo que luta pela preservação do lugar e faz um importante trabalho de educação ambiental junto às escolas da região.

3 - Campo Redondo

Saindo de Natal, você pode seguir pela BR-226 até pegar a RN-104 entre Santa Cruz e Currais Novos. O trajeto leva umas duas horas e meia e tem cerca de 150 km. O principal destino pra quem curte aventura são os Cânions de Campo Redondo, ou Cânions do Letreiro, como é mais conhecido o local que guarda pinturas rupestres milenares logo na entrada da trilha.

É, sem dúvida, umas das trilhas mais bonitas que já fiz no RN. Vamos trilhando pela margem do rio e por muitas vezes precisamos subir, descer, saltar e escalar as pedras pelo caminho. Em períodos de chuva, é preciso entrar na mata pra seguir em frente. Em tempos mais secos, dá pra caminhar pelo leito do rio mesmo. Sugiro ir após boas chuvas. O caminho fica mais difícil, porém mais bonito também.

Pra deixar a experiência mais completa, resolvemos acampar e fazer um rapel ao amanhecer. Apesar do trajeto curto até o local onde decidimos montar acampamento, apenas 2 km, a trilha é considerada pelos aventureiros como uma das mais complexas do estado, por isso é importante ir sempre com um guia que conheça bem a região. Eu contei com o apoio de sempre da turma do @embuscadeaventura. É aventura com segurança e resenha garantida!

Acampamos nas pedras, perto de algumas “banheiras” naturais onde é possível se refrescar e dormir limpinho rsrs. Ao amanhecer, montamos o equipamento para fazer um rapel iradíssimo que termina dentro d’água. A descida tem uns 6 ou 7 metros e já serve pra acordar cheio de disposição para pegar a trilha de volta pra cidade.

Esses foram apenas três dos muitos destinos potiguares para quem gosta de aventura. O estado guarda muitos lugares que merecem ser desbravados ainda. Lá no meu perfil @klenyogalvao no Instagram mostro um pouco mais desses destinos do nosso RN. Mas não esquece: se puder, fique em casa. Vai montando o roteiro das viagens e coloca o pé no mundo quando o isolamento social acabar.

Entidades Parceiras